09 março 2012

Images

Rabiscos

Hoje eu aprendi a viver sem você. Finalmente. Depois de muitas lágrimas e noites insones, hoje, eu sei viver sem você. Ainda sinto sua falta, não nego,mas a necessidade de te ter por perto não mais existe. Agora é momento de olhar para mim. Te quero bem, muito bem. Na verdade, ainda te quero, mas não te preciso.rosa 
A distância me ensinou a te querer e não te ter, e hoje me sinto bem apenas em saber que és feliz, mesmo não sendo eu quem te faz sorrir. Hoje me sinto bem, amanhã eu não sei, não planejei. Vivi de passado por tanto tempo, que esqueci o conceito de futuro. Agora, quero viver o presente, me (re)descobrir sem você; estou (re)aprendendo a caminhar sozinha, confesso, não é fácil, mas é preciso. É hora de me reinventar. Do futuro eu não sei, é inconstante, incerto. Mas hoje, talvez só por hoje, eu sei viver sem você…

5 Comments:

Luciana disse...

Quem nunca passou por isso.. depois
de um tempo a gente se esquece das
carícias, do toque, esquece até da
cara que ele fazia quando ficava
bravo, mas basta um cheiro, um perfume, exatamente igual ao dele
que vem tudo a tona e faz com que
a nossa certeza vire um talvez...
Será que eu sei viver sem você?, essa é a questão...

Mariana :P disse...

Adorei, é exatamente o que estoiu sentindo. Vivi a espera dele por muito tempo, agora é minha vez, a minha vida. Nada de esperar. Muito bom o texto.

Mamah disse...

Então Lu, fica essa questão no ar, onde foi parar o meu eu sem você, aquele eu que sempre
soube o que fazer quando a situação fica
dificil, aquele eu que não tinha medo de falar mais alto na rua, se divertia e dançava com os amigos? Não sei onde foi que me guardei sem você... C'est la vie mon cheri

Thaimara disse...

esse post me lembra minha musica preferida
que tem uma parte que fala que agora é hora
de crescer e gente grande nao chora. muito lindo.
ameeei

Kamyla disse...

concordo com a luciana, ate o esquecimento é efemero, basta um perfume, uma palavra, ate mesmo uma musica pra nos fazer lembrar daquilo que juravamos ter esquecido... tudo passa, exceto o amor, o que muda é a forma que amavamos antes. :P