04 outubro 2010

Images

Complexidade

Minha semana ta tão estranha, ou então deve ser eu que to estranha, não sei; o fato é que tudo esta muito extremo pra mim, e eu to numa bipolaridade que ta me matando, e eu devo desculpas pra MUITA gente que teem sido vítima das minhas patadas em momentos de mal-humor. Estou tendo picos de animação/empolgação e daqui a cinco minutos to completamente na maldade com tudo. E o pior é que motivo não tem... ou talvez tenha até demais.

Eu to numa briza, que eu não consigo mais distinguir o que eu sinto pelas pessoas, o que eu to sentindo em relação a mim mesma, e à tudo isso que esta acontecendo. É muita coisa pra minha cabeça, e eu acho que ta tudo entrando em transe de uma vez só sabe? E as pessoas parecem que não conseguem entender isso, melhor mesmo é ficar quieta, porque quando você mais precisa é fato que as pessoas nas quais você tem mais segurança são as primeiras a te largar. E ultimamente eu venho me surpreendendo com a forma como a vida coloca no nosso caminho pessoas que de uma hora pra outra se tornam importantes, tudo aquilo que eu poderia esperar daqueles mais proximos eu tenho recebido na verdade daquelas pessoas que eu achei que nunca fossem fazer diferença, e estão fazendo agora sem saber.

Não sei mais o que eu sinto, nem se sinto algo, ou se é bom ou ruim... não sei mais em quem confiar, ou se devo esperar algo das pessoas. Devo esperar mesmo é que elas uma hora me decepcionem, porque ultimamente só isso que tem acontecido.
Sabe, andei questionando se tudo dá certo mesmo algum dia. Ou se pra achar a felicidade você tem que pisar em alguém, ou atropelar a felicidade dela.
Quanto mais eu quero alguma coisa, mais essa coisa se afasta da possibilidade de se realizar. Ou pior, acontece extamente o contrário. Chega de tanta coisa igual, o mesmo roteiro, o mesmo texto, chega principalmente de repetir os mesmos erros. Chega dessa realidade.

Decidir parece tão facil, mas tá tão dificil tomar uma atitude. Bem que podia ser diferente, isso parece um teste sobre o que fazer depois que alguém te sacaneia muito. Desmerecer era a melhor opção, mas descobri que ia ser inútil tentar desmerecer alguém para quem o seu valor ja é nada. Ignorar também não foi legal, não houve alteração nos fatos fingindo que nada aconteceu.
De manhã você escolhe seguir em frente, e no outro dia você escolhe simplesmente desistir. Há um momento que toda vida sai de seu curso.
Li numa revista hoje, que escrever faz com que a dor passe mais rápido. Não sei se dor é a palavra certa, mas escrever, sem duvidas sempre é a melhor opção. É, no momento eu não sei bem o que eu queria dizer , pensei a tarde toda em mil coisas diferentes.
Vou deixar de sonhar, por os pés no chão, não mais me enganar. Se cair, resistir. Levantar e enfrentar. Não olhar pra trás, desistir jamais!
Tarde demais pra voltar atras, vou terminar o que comecei, fechar os olhos para a dor, e esquecer o amor.


É só isso. SÓ (?) escrevi demais, só que conversar com alguém tá complicado. O esquema é escrever mesmo!

4 Comments:

Mary disse...

dê a volta por cima, e faça as pessoas se perguntarem porque você ainda continua sorrindo... Renovar é preciso! Situações surgem a todos os instantes provendo oportunidades a todos. Precisamos tomar decisões e termos coragem de ir a luta e parar de esperar a felicidade sem esforços.
Basta acreditar e tentar mudar, pra fazer acontecer.

Ariana disse...

Florzinha, não tem nada melhor que o tempo. Ele é sempre o melhor rémedio e tem respostas pra tudo!
E medo todo mundo tem!
E amigos de verdade mesmo que fiquem anos sem se ver, sem se falar, sempre voltam um pro outro!

bjo

Sâmia disse...

Não se pergunte por que as pessoas enlouquecem. Se pergunte por que não enlouquecem diante do que podemos perder num dia, num instante. Se pergunte que diabos é isso que nos faz manter a razão.Não importa o quanto algo nos machuca, às vezes se livrar dele dói mais ainda.

Mamah disse...

vlw pelo carinho e paciencia de vcs
amores, as vezes faço daki o meu
divã, assim acabo falando d+...
:D